Segunda - Quinta 09:00 -18:00 | Sexta 09:00 -16:00

Sabado e Domingo - FECHADO

(21) 2492-1818

contato@centrodador.com.br

Siga-nos
 

Bloqueio Anestésico

BLOQUEIOS ANESTÉSICOS

PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA DOR

Os bloqueios são qualquer tipo de infiltração, isto é colocar anestésico em alguma estrutura específica de nosso corpo.
É uma técnica de grande importância para a medicina da dor. De maneira resumida, consiste em interromper os impulsos sensitivos que levam a informação de dor ao sistema nervoso central.

Estes procedimentos atuam na memória da dor, dessensibilizando a região afetada, diminuindo ou até mesmo eliminando-a. Sua duração é muito variável, dependendo da resposta individual, do tipo de bloqueio e da patologia tratada.

Podemos utilizar uma grande variedade de bloqueios dependendo da situação clínica de cada paciente. A maioria destes, tem como alvo regiões específicas de nosso corpo ou outras regiões mais amplas.

BLOQUEIO DIAGNÓSTICO

Os bloqueios diagnósticos são procedimentos minimamente invasivos realizados com precisão, guiados por algum método de imagem, normalmente usamos ultrassom, termografia infravermelha ou RX contínuo (radioscopia). Esta técnica visa localizar de maneira mais efetiva a origem da dor, fazendo o que chamamos “mapa da dor”. A partir desta primeira intervenção, podemos definir o tratamento mais adequado e preciso para cada paciente.

BLOQUEIO TERAPÊUTICO

O bloqueio terapêutico é usado como forma de tratamento, podemos usar várias substâncias com objetivos terapêuticos, dependendo da avaliação clínica e do objetivo do tratamento. Podem ser usados: anestésico local, Ácido Hialurônico, anti-inflamatório, Plasma Rico em Plaquetas (PRP), Aspirado e concentrado da Medula Óssea (BMAC), entre outros. Atua diminuindo ou até mesmo eliminando o quadro doloroso, permitindo a redução do consumo de analgésicos, reabilitação física e o tratamento multidisciplinar. Desta maneira o indivíduo pode retornar a suas atividades sociais, familiares e laborais, de maneira funcional. Estes bloqueios são sempre guiados com técnicas de imagem, utilizamos ultrassom, termografia infravermelha ou radioscopia (RX em tempo real).

BLOQUEIO DE NERVO PERIFÉRICO

O sistema nervoso periférico é a parte do sistema nervoso que está fora do sistema nervoso central (cérebro e medula espinal). É constituída por nervos e gânglios, com função de levar as informações ao sistema nervoso central e fazer a ligação deste com o restante do corpo. Agem aliviando a dor através da interrupção da via sensitiva que leva a informação ao sistema nervoso central. São indicados de acordo com tipo de dor e patologia causadora do problema, levando a melhora do quadro, permitindo a reabilitação física. O bloqueio dos nervos occipitais, é um exemplo de procedimento periférico, efetivo no tratamento de cefaleia cervicogênica, cefaleia tensional e também da enxaqueca.

BLOQUEIO PONTO DE GATILHO

A síndrome dolorosa miofascial é uma das causas mais comuns de dor músculo-esquelética. É uma condição muscular regional, caracterizada pela presença de bandas musculares tensas palpáveis, apresentando pontos muito dolorosos chamados pontos gatilho. Quando pressionados geram dor referida reprodutíveis para cada músculo, pode limitar o movimento e causar sensação de fraqueza muscular. O tratamento inclui medicação, reabilitação física, acupuntura, orientações posturais e remoção de fatores perpetuantes. Quando não conseguimos inativar os pontos gatilho com medidas conservadoras, podemos usar os bloqueios de ponto gatilho miofasciais para interromper o ciclo vicioso dor-espasmo-dor, permitindo desta maneira o tratamento multidisciplinar. Podemos usar anestésico local, antiflamatório, ozônio e em casos rebeldes a toxina butolínica, para infiltrar e desativar os pontos gatilhos.

BLOQUEIO PERIDURAL

O bloqueio peridural é um dos procedimentos mais usados no mundo para o controle da dor. Consiste na injeção de anestésico local, associado a medicação anti-inflamatória no espaço peridural, que se encontra em contato com a parte posterior do disco intervertebral. É possível utilizar o bloqueio peridural em toda extensão da coluna vertebral, o mais importante é posicionar a agulha o mais perto possível da área de lesão. Podemos utilizar várias técnicas para isso: via sacral, interlaminar ou foraminal, sempre guiados por imagem de RX ou ultrassom para maior efetividade e segurança. O bloqueio é realizado de maneira ambulatorial e o paciente retorna para casa algumas horas depois. Este procedimento apresenta um efeito imediato no alívio da dor, podendo ter um efeito mais prolongado a médio prazo. O bloqueio não costuma apresentar efeito por longo tempo, porém o suficiente para um tratamento multidisciplinar, com reabilitação física e funcional do paciente. Ajuda a diminuir dor, a ingesta de medicamentos, incapacidade física, perda de dias de trabalho e procedimentos cirúrgicos. De acordo com o guia de recomendações para técnicas intervencionistas da dor, publicado pela ASIPP (Associação Americana de médicos Intervencionistas da Dor), as evidências do bloqueio peridural para hérnia de disco e dor radicular, tanto cervical quanto lombar, são consideradas boas.

BLOQUEIOS FACETÁRIOS

As facetas articulares são pequenas articulações que conectam a parte posterior da coluna vertebral. Sua principal função é dar estabilidade e flexibilidade a coluna vertebral. A articulação facetaria pode sofrer processo inflamatório e degenerativo causando dor e desconforto. O diagnóstico é feito por um exame clínico minucioso, podendo ser auxiliado por exames de imagem. Entretanto, o bloqueio diagnóstico é essencial para sua confirmação. Utilizamos anestésico local nas articulações suspeitas e confirmamos sua participação no quadro doloroso. O tratamento nas fases iniciais pode ser realizado com medicação, fisioterapia, acupuntura e exercícios físicos. Em casos mais complexos, quando as técnicas conservadoras não estão surtindo efeito, o tratamento pode ser realizado com técnicas intervencionistas minimamente invasivas. Utilizamos bloqueios facetários com anti-inflamatórios, podemos utilizar também substâncias visco biológicas como ácido hialurônico e plasma rico em plaquetas (PRP). De acordo com o guia de recomendações para técnicas intervencionistas da dor, publicado pela ASIPP (Associação Americana de médicos Intervencionistas da Dor), as evidências do bloqueio peridural para hérnia de disco e dor radicular, tanto cervical quanto lombar, são consideradas boas.

BLOQUEIO DA ARTICULAÇÃO SACROILÍACA

A articulação sacroilíaca é uma grande articulação localizada ente sacro e o ilíaco (osso da bacia), sendo responsável pela ligação da parte inferior da coluna vertebral com a pelve. O comprometimento desta estrutura é causa comum de dor lombar crônica, e deve sempre ser pesquisada. A dor é localizada na maioria das vezes na região glútea, mas também é frequente ocorrer na região lombar baixa. Em alguns casos pode se estender para virilha e membros inferiores.O diagnóstico é feito pelo exame clínico e pode ser auxiliado por exames complementares, mas o diagnóstico deve ser confirmado por um bloqueio diagnóstico. O bloqueio teste é realizado colocando anestésico local na articulação suspeita, confirmando assim o diagnóstico. Este procedimento deve ser sempre realizado guiado por imagem (ultrassom ou radioscopia) para garantir um resultado fidedigno. O tratamento para dor sacro ilíaca inclui o uso de medicamentos, terapia física especializada, acupuntura. Os procedimentos intervencionistas, tem um papel importante, podendo usar infiltrações articulares com anestésicos, anti-inflamatórios, ácido hialurônico e medicina regenerativa e em alguns casos a denervação desta articulação.

×

O Centro Multidisciplinar da Dor agradece seu contato. Como podemos ajudar?

Para agilizar seu atendimento responda:
Possui algum convênio?

Qual unidade deseja atendimento Barra da Tijuca ou Botafogo?

Qual especialidade está procurando?

× Agende sua consulta!